Informe do Coletivo Tecendo Diversidade

Em julho de 2019, nasceu o Tecendo Diversidade, Projeto de um coletivo de Procuradoras do Trabalho com objetivo apoiar candidatas negras e ainda não financeiramente estáveis na busca pela sonhada aprovação no concurso para Procurador e Procuradora do Trabalho.

Em nossas atuações como membras, buscamos sempre a promoção da diversidade e o combate à discriminação. Sabemos que a mulher negra é o principal alvo de violência de gênero e racial, dado que fica evidente quando verificamos a renda média de mulheres negras no Brasil, ou os índices de feminicídios e encarceramento. Acreditamos que uma das formas de combater a desigualdade é por meio de ações afirmativas, e é por isso que nos unimos para apoiar candidatas negras com interesse na Carreira do Ministério Público do Trabalho.

A partir da observação de que o XX Concurso, embora tenha contado com cota racial, não aprovou nenhuma candidata negra, resolvemos atuar para mudar isso, com nossas próprias mãos e mentes, dedicando nosso escasso tempo livre. Sem experiência na área de concursos, acertamos e erramos, e a partir de uma seleção de 100 mulheres negras, buscamos apoio de colegas e cursos estabelecidos, que apoiaram com bolsas, aulas gravadas, compartilhamento de material.

Gleyce e Juliana contaram com nosso apoio e chegaram lá, mostrando muita garra e dedicação. São inspiração para todas nós.

Esse resultado, motivo de grande comemoração, não seria possível sem a participação de muitas pessoas, em especial colegas do MPT, que contribuíram com bolsas de estudos, acompanhamento na correção de questões, aulas gravadas e reuniões para compartilhamento de saberes e solução de dúvidas.

Por isso, queremos externar nossos agradecimentos aos colegas que ofertaram bolsas de estudos, corrigiram questões e peças e/ou gravaram aulas: Ana Lúcia Stumpf Gonzalez, Arianne Castro de Araujo Miranda, Carolina Mercante, Claudia Soares, Cecilia Amalia Cunha Santos, Elisiane Santos, Erik de Souza Oliveira, Flavio Gondim, Greice Carolina Novais de Souza Ribeiro e Rezende Dissertativas, Gustavo Halmenschlager, Honorato Gomes de Gouveia Neto, João Batista Berthier, João Sabino, Leomar Daroncho, Lincoln Cordeiro, Lucas Santos Fernandes, Luiz Carlos Michele Fabre, Margaret Matos de Carvalho, Philippe Jardim, Raphael Fabio Lins e Cavalcanti, Sandra Lia Simon, Silvio Beltrameli, Sofia Vilela, Tatiana Amormino, Tiago Cabral, Renan Kalil, Vanessa Patriota. Agradecemos, também ao curso Ênfase, pelas bolsas de estudos. Agradecemos à colega aposentada Maria Brockehoff. Agradecemos às psicólogas Juliana Amaral, Luciana Ferreira Costa Gomes, Rosa Amaral, Cristina Ramos do Nascimento e Josinélia Rita Sales Pinheiro. Agradecemos a Guilherme Guimarães Ferreira da Rendimento Volts pelo treinamento em mentoria.
Agradecemos, ainda, em especial, à ANPT, na pessoa de seus dirigentes anteriores e atuais: Angelo Fabiano Farias da Costa, Ana Cláudia Monteiro, José Antonio Vieira de Freitas Filho e Lydiane Machado e Silva, bem como dos dirigentes da Escola da ANPT da anterior e da atual administração, respectivamente, Helder Santos Amorim e Patrick Maia Merisio, pelas bolsas concedidas às alunas, inclusive com correção de questões e peças.
Enfim, agradecemos a todas as pessoas que auxiliaram de alguma forma, pedindo desculpas por algum nome que possa ter sido esquecido, em meio a tantas pessoas generosas que deram sua contribuição.

A todos e todas que apoiaram esta caminhada, nosso agradecimento.

Dezembro de 2020
Tecendo Diversidade
(Alice Almeida Leite, Ana Lucia Stumpf Gonzalez, Ana Luiza Noronha Lima, Cecilia Amalia Cunha Santos, Cirlene Luiza Zimmermann, Elisiane dos Santos, Juliana Beraldo Mafra, Isabella Filgueiras Gomes, Luisa Carvalho Rodrigues, Luisa Nunes de Castro Anabuki, Marina Tramonte, Priscila Moreto de Paula, Priscila Lopes Pontinha Romanelli, Sofia Vilela de Moraes e Silva, Vanessa Martini)

Deixe uma resposta