Nota de repúdio à ação violenta da PM em Paraisópolis

O Coletivo Transforma MP repudia a ação violenta da Polícia Militar na comunidade de Paraisópolis, que levou à morte 9 jovens, entre estes, três adolescentes, que participavam de um baile funk, festa de rua, que traduz expressão e manifestação cultural periférica, inclusive como alternativa de lazer e diversão, à ausência de políticas públicas para a juventude nos territórios.

Manifesta solidariedade aos familiares e amigos das vítimas Gustavo Xavier, 14 anos; Denys Quirino da Silva, 16; Marcos Paulo dos Santos, 16; Dennys dos Santos Franca, 16; Luara Victoria de Oliveira, 18; Gabriel de Moraes, 20; Eduardo Silva, 21; Bruno Gabriel dos Santos, 22; Mateus dos Santos Costa, 23.

E manifesta sua preocupação com a negligência do Governo do Estado de São Paulo, quanto às iniciativas de prevenção e redução da letalidade policial. Exige providências das autoridades competentes em relação aos responsáveis pelo trágico ocorrido, bem como amparo à comunidade e às famílias, repudiando a política de extermínio de crianças, adolescentes e jovens negros e negras.

Deixe uma resposta