OPINIÃO – A ideologia contaminou nosso sistema de justiça criminal, por Afrânio Silva Jardim

Acredito que o “caminho processual” do ex-presidente Lula esteja todo “minado”. Falta decidir o que fazer diante de um sistema de justiça parcial, majoritariamente vinculado ao pensamento de direita.

É angustiante saber que a um cidadão lhe é negado, sistematicamente, o direito a um julgamento isento, um julgamento justo!!!

Nunca antes na história deste país, o sistema de justiça criminal se utilizou de tantas artimanhas, firulas jurídicas, falcatruas e condutas antiéticas para prejudicar o ex-presidente Lula em seus processos. Impressionante este massacre de um réu !!! Falta saber o que fazer !!!

Quando o cinismo impera em nosso sistema de justiça criminal, quando a hipocrisia contamina o nosso sistema de justiça criminal, o desespero “bate à porta” da cidadania e expulsa, pela janela, o Estado Democrático de Direito. Nestas situações, apenas falta saber o que fazer !!!

Não sabemos bem o que fazer, mas bem sabemos que algo é preciso fazer!!!

Por tudo isso, sou a favor de que o ex-presidente Lula progrida no seu regime de pena, realize o seu desejado casamento e se junte a todos nós na luta por uma sociedade melhor. Todos nós acreditamos na sua honestidade e as pessoas ligadas ao pensamento de direita jamais vão reconhecê-la.

Entendo que as medidas cautelares substitutivas da prisão preventiva, previstas no Código de Processo Penal, não se aplicam à execução penal. Assim, descabe a imposição de uso de tornozeleira eletrônica ou demais restrições de cunho cautelar.

Como socialista que sou, nunca gostei do chamado “culto à personalidade”.

Acredito que não seja o homem que faz a história, mas sim que a história é que faz o homem que pode precipitar a história.

Por outro lado, as verdadeiras democracias sociais e econômicas jamais serão produtos de condutas individuais, mas sim de uma classe social que consiga forjar uma sociedade sem classes sociais, uma sociedade justa, em que todos tenham possibilidade de ter uma vida digna.

Julgo que o ex-presidente Lula não seja “marxista” e que não deseje acirrar a chamada “luta de classes”. Com senso de oportunidade e com senso de equilíbrio político, sabe que não estão presentes as chamadas condições objetivas para um avanço social através de rupturas.

Lula é um sábio pacificador e sabe que a verdadeira democracia social é um passo necessário para, no futuro, termos uma efetiva justiça social em nosso país, com uma nova ordem econômica, política e jurídica.

Lula pretende fazer mais do que já fez no passado: continuar distribuindo a renda nacional, melhorar a saúde pública e ampliar o ensino público, de qualidade e crítico.

Por isso, e muito mais, passei a depositar neste homem, diferente e solidário, quase que todas as minhas esperanças de ainda ver o meu país com melhores valores.

No momento, Lula e tudo o mais que ele representa são as condições necessárias para que barremos o fascismo que entra em nosso meio, chegando a contaminar parte expressiva de nossa juventude.

A situação é tão grave que acho importante esquecer as ambições políticas pessoais, embora legitimas, os interesses partidários e os dogmatismos ideológicos.

Lula é o amálgama que deve unir as esquerdas e os democratas sociais na luta por uma sociedade melhor.

Pensando nos meus netos, quero, ao deixar a vida, ter uma sociedade melhor do que aquela encontrei ao nascer em tempos longínquos.

Lula vem aí !! Hoje, tenho o ex-presidente como um dos meus principais ídolos !!!

Deixe uma resposta